Top Four – Músicas que eu queria ter escrito! (por Thales)

Quem me conhece sabe que sou um músico frustrado. Confesso que não tenho grandes habilidades musicais/instrumentais, mas sou capaz de fazer o DóRéMí. Também não sou prepotente pra dizer que toco e, assim, correr o risco de ter que provar. Digamos que seja daqueles que não tocam absolutamente nada mas sabem fingir muito bem, e deixam as unhas da mão direita levemente compridas afim de arranjar uma prosa ao acaso. “Tu tocas violão???”. YAHAM! =D

Entretanto confesso minha paixão incondicional pela música. Não me refiro a ela como arte porque não sei em que posição está – sabe… o cinema é a sétima e os quadrinhos são a nona, por exemplo. Em razão disso vim, por meio deste muitíssimo (non-)interessante post, compartilhar con ustédes um pouco do meu questionável gosto musical.

Aí estão as as quatro músicas que eu gostaria de ter composto, escrito, ou pelo menos colocado meu nome nos direitos autorais. XD Não são necessariamente as minhas músicas favoritas, mas refletem bem aquilo que costumo ouvir no aconchego do meu quarto (moro minha mãe sim, e daí?).

4. Lenine – Todas Elas Juntas Num Só Ser

O fantástico nessa música é ela ser uma declaração de amor não romântica. Lenine RULEZ!

Letra:

Não canto mais Babete nem Domingas
Nem Xica nem Tereza, de Ben jor;

Nem Drão nem Flora, do baiano Gil;
Nem Ana nem Luiza, do maior;

Já não homenageio Januária,

Joana, Ana, Bárbara, de Chico;

Nem Yoko, a nipônica de Lennon;
Nem a cabocla, de Tinoco e de Tonico;

Nem a tigreza nem a vera gata
Nem a branquinha, de Caetano;
Nem mesmoa linda flor de Luiz Gonzaga,
Rosinha, do sertão pernambucano;
Nem Risoflora, a flor de Chico Science,
Nenhuma continua nos meus planos.
Nem Kátia Flávia, de Fausto Fawcett;

Nem Anna Júlia do Los Hermanos.

Só você,
Hoje eu canto só você;
Só você,
Que eu quero porque quero, por querer.

Não canto de Melô pérola negra;
De Brown e Hebert, uma brasileira;
De Ari, nem a baiana nem Maria,
Nem a Iaiá também, nem minha faceira;
De Dorival, nem Dora nem Marina
Nem a morena de Itapoã;
Divina garota de Ipanema,
Nem Iracema, de Adoniran.

De Jackson do Pandeiro, nem Cremilda;

De Michael Jackson, nem a Billie Jean;

De Jimi Hendrix, nem a doce Angel;
Nem Ângela nem Lígia, de Jobim;

Nem Lia, Lily Braun nem Beatriz,

Das doze deusas de Edu e Chico;
Até das trinta Leilas de Donato,
E de Layla, de Clapton, eu abdico.

Só você,
Canto e toco só você;
Só você,
Que nem você ninguém mais pode haver.

Nem a namoradinha de um amigo
E nem a amada amante de Roberto;
E nem Michelle-me-belle, do beattle Paul;
Nem Isabel – Bebel – de João Gilberto;

E nem B.B., la femme de Serge Gainsbourg;
Nem, de Totó, na malafemmená;
Nem a Iaiá de Zeca Pagodinho;
Nem a mulata mulatinha de Lalá;

E nem a carioca de Vinícius
E nem a tropicana de Alceu
E nem a escurinha de Geraldo
E nem a pastorinha de Noel
E nem a namorada de Carlinhos
E nem a superstar do Tremendão
E nem a malaguenha de Lecuona
E nem a popozuda do Tigrão

Só você,
Hoje elejo e elogio só você,
Só você,
Que nem você não há nem quem nem quê.

De Haroldo Lobo com Wilson Batista,
De Mário Lago e Ataulfo Alves,
Não canto nem Emília nem Amélia,
Nenhuma tem meus vivas! E meus salves!
E nem Angie, do stone Mick Jagger;
E nem Roxanne, de Sting, do Police;
E nem a mina do mamona Dinho
E nem as mina – pá! – do mano Xiz!

Loira de Hervê e loira do É O Tchan,
Lôra de Gabriel, o Pensador;
Laura de Mercer, Laura de Braguinha,
Laura de Daniel, o trovador;
Ana do Rei e Ana de Djavan,

Ana do outro rei, o do baião

Nenhuma delas hoje cantarei:
Só outra reina no meu coração.

Só você,
Rainha aqui é só você,
Só você,
A musa dentre as musas de A a Z.

Se um dia me surgisse uma moça
Dessas que com seus dotes e seus dons,
Inspira parte dos compositores
Na arte das palavras e dos sons,
Tal como Madallene, de Jacques Brel,
Ou como Madalena, de Martinho;
Ou Mabellene e a sixteen de Chuck Berry,
E a manequim do tímido Paulinho;

Ou como, de Caymmi, a moça prosa
E a musa inspiradora Doralice;
Se me surgisse uma moça dessas.
Confesso que eu talvez não resistisse;
Mas, veja bem, meu bem, minha querida;
Isso seria só por uma vez,
Uma vez só em toda a minha vida!
Ou talvez duas… mas não mais que três…

Só você…
Mais que tudo é só você;
Só você…
As coisas mais queridas você é:

Você pra mim é o sol da minha noite;
É como a rosa, luz de Pixinguinha;
É como a estrela pura aparecida,
A estrela a refulgir, do Poetinha;
Você, ó flor, é como a nuvem calma
No céu da alma de Luiz Vieira;
Você é como a luz do sol da vida
De Steve Wonder, ó minha parceira.

Você é pra mim e o meu amor,
Crescendo como mato em campos vastos,
Mais que a gatinha para Erasmo Carlos;
Mais que a cigana pra Ronaldo bastos;
Mais que a divina dama pra Cartola;
Que a domna pra Ventadorn, Bernart;
Que a honey baby pra Waly Salomão
E a funny valentine pra Lorenz Hart.

Só você,
Mais que tudo e todas, é só você;
Só você,
Que é todas elas juntas num só ser.

3. Dream Theater – The Spirit Carries On

Eu acho o guitarrista deles um BAITA bostolão, mas se alguém ouvir um solo mais bonito que esse, por favor, me avisa nos comentários. Sem contar que (só) o nome é uma porrada nas membranas pensamentais.

Letra:

[Present]
[Nicholas:]
Where did we come from?
Why are we here?
Where do we go when we die?
What lies beyond
And what lay before?
Is anything certain in life?

They say, “Life is too short,”
“The here and the now”
And “You’re only given one shot”
But could there be more,
Have I lived before,
Or could this be all that we’ve got?

If I die tomorrow
I’d be all right
Because I believe
That after we’re gone
The spirit carries on

I used to be frightened of dying
I used to think death was the end
But that was before
I’m not scared anymore
I know that my soul will transcend

I may never find all the answers
I may never understand why
I may never prove
What I know to be true
But I know that I still have to try

If I die tomorrow
I’d be allright
Because I believe
That after we’re gone
The spirit carries on

[Victoria:]
“Move on, be brave
Don’t weep at my grave
Because I am no longer here
But please never let
Your memory of me disappear”

[Nicholas:]
Safe in the light that surrounds me
Free of the fear and the pain
My questioning mind
Has helped me to find
The meaning in my life again
Victoria’s real
I finally feel
At peace with the girl in my dreams
And now that I’m here
It’s perfectly clear
I found out what all of this means

If I die tomorrow
I’d be allright
Because I believe
That after we’re gone
The spirit carries on

2. Dream Theater – Stream Of Consciousness

Disse meu pai uma vez: “Esse é o tema mais bonito do heavy metal nos últimos dez anos.”

Tão tá…

Letra: quem encontrar pode se considerar MeoDeos! XD

1. Gênio da Música – Happy Birthday To You

O vídeo é auto explicativo, mas mesmo assim dou meus motivos. Ela é cantada pelo menos uma vez por dia todos os dias de todos os anos, e é, com certeza uma das poucas músicas existentes que foi traduzida, sem a menor dúvida, para todos os idiomas oficiais falados em todo o mundo. Precisa mais?

HELL YEAH!!!

———————————————-

É isso aí, amiguenhos. Essas são as músicas da minha lista. Quem tiver vontade (e nada mais para fazer) coloca as suas aí nos comentários.

Dá pra discutir bastante sobre isso. =D

PS: Eu sei a letra de Todas Elas Juntas Num Só Ser inteirinha. XD

PS: Eu gosto de Dream Theater sim, algum problema?

PS3: *sonha*

Ps4: A letra de The Spirit Carries On é um diálogo porque o disco em que ela se encontra tem uma historinha. =D

Anúncios

Oasis em Porto Alegre, nada nhé e cué =D (por Nathália)

Chega de top four barangas por aqui. Não tenho idéia pra este post ainda, mas… AHÁ! JÁ SEI. *aqui surge o nome do post*

Leitores deste blog, saibam que quem vos escreve é uma guria MUITO animada agora, porque ao lado do meu computador tem um envelope azul da Ticketmaster. O que realmente interessa está dentro do envelope, ou melhor, o que representa o que está dentro do envelope. SIM, SIM, SIM, é o ingresso pro show do Oasis =D

Pra quem me conhece, sabe que eu sou apaixonada por Oasis – banda da Inglaterra, daqueles irmãos que estão sempre brigando, mas se amam e por isso não se separam, apesar das 900 000 discussões – desde muito tempo. Acho que é a única banda que eu realmente gosto, de ter CDs e DVDs, de cantar todas as músicas, de ser fã mesmo. Achei que não veria um show deles até uns tempos atrás. Entretanto, em razão do novo CD, o Dig Out Your Soul, que é muito bom por sinal, lá vem eles pro Brasil, e siiiiiiiim, para PORTO ALEGRE.

O show provavelmente vai ter a playlist de sempre e pro meu azar não vai tocar Live Forever, a minha preferida. Tem até um vídeo meu cantando ela, procurei aqui agora, mas não achei… pra sorte de vocês, leitores hahah

Mas terá Slide Away, assim como Champagne Supernova e – ai, meu coração – Don’t Look Back in Anger.

A proposta era falar sobre a banda e o show, mas estou empolgada demais para fazer isso, então restou falar sobre a minha euforia. Agora é só esperar pelo dia 12 de maio e guardar bem guardado esse ingresso hahah

PS: Thaleeeeees, vai ter show no Rio também, eu sei que tu quer ir, tá aí a chance! xD
PS2: Renan, se eu fosse tu, iria certamente hahahah

Top Four – Gostosas Que Você Não Conhec(ia até agora!) =D (não interessa quem postou)

Olá, crianças. Estou aqui para inaugurar uma cateogria de postagens referentes a listinhas dessas típicas da internet. É, via de regra seria um Top Five, mas é tão comum, e, como temos quatro cabeças pensantes (umas nem tanto) na gerência do blog, nada mais justo que glorificar esse número, pelo menos até que o mesmo se altere. Além disso seria um BAITA saco listar zilhares de.. seja lá o que for listado. Capiche? =D

Então? Vamos a ele?

Navegando ultimamente pelas interwebs da vida começei a me deparar com muitas coisas deveras interessantes e até entao inéditas, para mim, é claro. Entre elas estavam edificantes beldades escondidas que me pergunto até hoje porque Jon (Sim, eu tenho um Deos agora! Apavorante, né? ^_^) não me revelou antes. “Mamãe, onde eu estive esse tempo todo?” – pensava o jovem e ingênuo Thales com movimentações esquisitas em regiões duvidosas. De qualquer forma. Agracio-vos com a mais pura nata da beleza feminina famosa/desconhecida (?) existente no show bísnês. Desconhecidas para nós, reles mortais obrigados a ouvir “Suzana Vieira está apaixonada novamente”. AÍ NÃO!

4. MALIN AKERMAN

Não interessa de onde ela é, nem a idade dela, nem o que ela faz da vida, nem a comida preferida dela, nem o nome do seu iguana de estimaçã e, muito menos, interessa o fato de ela não me querer. Não estou nem aí, afinal É A ESPECTRAL II, FOR CHRIST’S SAKE!

3. BAR RAFAELI

Essa mulher é sensacional! Breve resumo do que ela tem por vida: ser modelo e fornecer periodicamente pro Jack Dawson Leonardo DiCaprio. Cool, han? Lucky bastard ¬¬

2. MARISA MILLER

Acreditem se quiserem: Marisa Miller declarou que procurou a Playbou americana antes da fama para fazer um ensaio. Sabem o que o titio Hefner disse? “Ela não tem talento suficiente”. E agora, tá bom de talento ou queres mais, tio? Onde esse mundo vai parar? É a pergunta que surge na cabeça de toda massa onanista de mão peluda espalhada ao redor do globo. E pensar que eu ainda respeitava o velho. Com o perdão do trocadilho… PERDEU, PLAYBOY! =D

1. KRISTEN STEWART

É verdade que ela é muito menos gostosa e desconhecida (lembre-se: desconhecida para nós, de vida meramente mundana e americana do sul) que as outras três. A essa altura do campeonato todos já assistiram a Crespúsculo ou pelo menos ouviram falar. Então. Mas olha a cara dela! Eu não assisti ao filme dos vampiros-adolescentes-que-sobrevivem-a-luz-solar então não sei se ela está tão absurdamente edificante como em Na Natureza Selvagem (o que deu na cabeça daquele guri?) ou Adventureland, em que ela apareçe molhadzinha!!!! Sério! Ela olha pro ser e póin. É algo absurdo. Sem contar o fator “quero colocá-la no colo e levá-la pra minha casa”.  E só isso já vale a primeira posição. Ponto pra menina.

Encare como mantra: Kristen Stewart molhadzinha… Kristen Stewart molhadzinha… Kristen Stewart molhadzinha…

Esse é o primeiro de muitos, eu espero. E, ah, pra desgosto de você, garotinho de dedos ásperos e nojento de plantão, essa é uma categoria livre, portanto postaremos qualquer tipo de lista por aqui. Até porque temos uma moça entre nós, não queremo ninguém vendo o TeoDeos como machista. Liberdade a todos. =D

PS: se alguém quiser fazer acréscimos à lista, faça dos comentários sua casa.

PS2: viva à Sports Illustrated! =D

PS3: eu ainda vou comprar um.

50 (e uma) coisas que aprendi jogando video-game (por Renan)

Isso aí pessoal, estamos de volta… Depois de minha viagem para Espanha(prefiro não comentar disso por favor), tive um “breve” desânimo para postar aqui. Tinha até um texto contando as histórias sobre aquele lugar, mas resolvi não compartilhar a minha desgraça com vocês e acabei por dar um tempo nessa vida blogueira.

24-bigkey

Onde o Link guarda essa chave hein? Muitos de vocês já se perguntaram sobre, não?

Pois bem, vamos ao post… Me passaram essa lista por MSN algum dia desses e fiquei rindo alguns minutos sobre essas constatações. Algumas pessoas já viram essa lista por aí, ou até maiores, só procurar no google que vai achar, mas pra facilitar a vida de alguns preguiçosos, aí vai:

1.  As tartarugas vermelhas são mais inteligentes (e perigosas) que as verdes.

2. Se você estiver dirigindo e ver um raio brilhante ou qualquer objeto estranho de cores chamativas e agradáveis, passe por cima. Se X acelera, A é o turbo.

3. Atirar na cabeça é mais eficaz que em qualquer outra parte do corpo.

4. Allejo foi melhor que Pelé.

5. Nem todas as caixas podem ser empurradas. Muito menos todas as portas podem ser abertas.

6. Só pise no acelerador quando o sinal abrir.

7. Jamais corra fora da pista.

8. Se você não tiver armas ou não souber dar socos, pule na cabeça do desgraçado.

9. Em alguns casos, estrelas são mais importantes que moedas.

10. Não importa qual a distância que você esteja do gol, sempre chute da lateral.

11. Carrinho de lado não é falta.

12. Falta no goleiro leva à expulsão.

13. Golpes especiais, como saltar e dar um soco, fazem você perder vida (desde que você acerte o oponente).

14. Com socos e chutes você quebra carros com mais facilidade do que usando barras de ferro.

15. Não importa o modelo. O carro azul corre mais.

16. Gol olímpico é mais fácil que gol de falta.

17. Nunca é a última fase.

18. Select é tão útil quanto o Scroll Lock ou um bloco amarelo com uma exclamação.

19. Um ataque de zumbis não é nada caso você tenha uma Glock com 10 balas e uma boa mira.

20. Às vezes, uma facada funciona melhor que um tiro.

21. A vida não tem continues infinitos.

22. “Winners don’t use drugs – William S. Sessions – FBI”

23. Não importa qual o seu problema, ele pode ser resolvido com um lança chamas.

24. Ninjas sabem jogar golfe.

25. Você pode construir uma civilização somente com pedras, ouro e madeira.

26. Quando uma pessoa morre ela pisca até desaparecer.

27. Vampiros? Arrumem uma corrente.

28. Meia lua para frente + soco forte = algo interessante.

29. Paredes com rachaduras costumam guardar segredos.

30. Quanto maior o lutador, pior ele é.

31. O reforço sempre chega depois que você mata todo mundo.

32. Nem tudo na vida é Save Game. Portanto, nunca deixe de anotar o password.

33. No final das contas, você se fode para salvar o mundo ou uma mulher.

34. Dirigir pode ser muito mais interessante caso você esteja ouvindo “Highway Star”, “Paranoid” ou “Born to Be Wild”.

35. As melhores épocas de nossas vidas são as fases bônus.

36. PAC MAN nada mais é que correr atrás de balinhas enquanto se ouve uma música repetitiva. Ou seja, uma rave.

37. Você não precisa saber uma única nota musical para ser um astro do rock. Basta ter coordenação motora.

38. Paradas para abastecer o carro ou o avião atrapalham muito.

39. Nem todas as caixas de madeira são quebráveis. Só as mais brilhantes.

40. Barris explosivos são muito bons para matar um grande grupo de pessoas. Basta um tiro certeiro.

41. Nem todos os canos verdes o levam até o esgoto.

42. Não existem castelos sem lava.

43. Quase todos os heróis começam a vida deitados numa cama.

44. Pouco me importa se não adianta nada. Morrermos apertando Start para a introdução passar mais rapidamente.

45. As chaves podem ser do seu tamanho, mas você acha um lugar para guardá-la.

46. Correr no gelo escorrega. Muito.

47. Nem todos os rios estão para nado.

48. Comidas costumam te encher de vida.

49. Seu carro capotou, saiu da pista e explodiu? Ok, aguarde um instante que ele vai voltar piscando.

50. Cogumelos verdes. Não morra antes de provar pelo menos um.

51. Às vezes podemos dar retry =D

That’s all Folks, e como diriam nossos amiguinhos trolls da blizzard:  Stay away from the voodoo!

It’s Britney, bitch (por Nathália)

Blackout

Esse post foi escrito – a maior parte – há um tempo, mas o blog foi deixado de lado e o post ficou como estava, inacabado.
Como eu inventei de reviver isso daqui e tem gente que abraçou a causa (=D), mudei umas coisinhas do post já que há news da Brit, e lá vai um post pros meninos e meninas leitores deste blog.

Olhando uns sites por puro ócio,  acabei vendo as fotos do supershow da nova turnê  da Britney Spears, Circus. Lembrou os áureos tempos da Britney, a princesinha do pop. Não tinha pra ninguém com a Britney antes daquela história de ter filhos, casar e surtar. É porque a Brit pudia ser tudo o que queria, menos mamãe gorda e dona-de-casa. Mas como ela adora inovar e fazer coisas que todos duvidam, essa foi sua opção: largar o lindo, charmoso, talentoso, tudodebom Justin Timberlake e casar com Kevin Something-I-don’t-remember-now. Inexplicável. Não há comparação entre o Justin – que é um semi-deus – e o tal do Kevin. Mas sei bem que no coração não se manda, nós não escolhemos de quem gostamos, muito menos o quanto. Bem, casou. Teve um filho. Teve outro filho. Se separou. SURTOU.

Não contente em estar gorda e acabada, aquela loirinha bonitinha, simpática e que não tinha 1% de gordura corporal sumiu e deu lugar a uma  Britney sem cabelo, metida em vários escândalos, agressiva com a imprensa e vestindo tamanho XL. Como ela pôde mudar tanto em tão pouco tempo e aos poucos afundar sua carreira, que até então era brilhante?!

Após vários momentos, um pior do que o outro, eis que reaparece Britney gorda, dura e desengonçada na abertura do VMA de 2007. AGORA SIM. “Acabou com o que restava de reputação”, pensei. Apesar disso, aí começou a volta dela – meio ruim, mas melhor que nada -, com o álbum Blackout e os singles Gimme more, Piece of me – e o cacarejo – e Break the ice. Já com o novo álbum, Womanizer e o mais atual Circus, que dá nome ao álbum. Todos bem colocados na Billboard Hot 100.

Parece que a Britney se aquietou e está retomando sua carreira, para a alegria de todos, da melhor forma possível. De Chuck, o boneco assassino, passa a ser a “velha” e linda Britney. Com uns quilinhos a mais ainda, mas nada que academia e uma dieta não resolvam. É, no caso dela uma lipo até que ia bem.

Ainda não podemos ver a Britney assim como era há uns anos atrás, mas ela vai chegar lá, believe me!

PS1: Ela fica melhor morena, não acham?

Não como uma fênix, mas estamos de volta! =D (por Töruh)

OOOHHH!!!

OOOHHH!!!

É isso mesmo, amiguinho. Pra você que leu (Parabéns! Você é um caso raro!) e não acreditou, acredite! Sim, TeoDeos está de volta sim. Não renascidos das cinzas como a já citada ave mitológica fr0m h3ll, mas como Tommy Lee Jones em M.I.B. Estávamos no limbo sim, e daí? =D

Então… não posso prometer que estamos com muito mais gás e toda aquela baboseira de loja que coloca um banner “Sob nova direção!” na sua reinauguração. Como bem dito pela minha queridíssima (OINÁ!) no post anterior, este é um momemnto delicado na vida de alguns redatores (pode chamar assim?) do blog, incluindo este que te vos escreve. Mas, porém, entretanto, todavia – já diz minha amada mamãe – faremos o que puder para que toda essa folia seja divertida tanto para nós como para vós.

Pra não ficarem dizendo que não postei nada, não postarei mesmo… Ora! Vê se tem cabimento! Hmpf

PS: não avisei o chefe sobre esse evento magnânimo.

PS2: ainda.

Is there anybody here? (por Nathália)

O povo desde blog sumiu, abandonou, ignorou e deixou de lado este pobre coitado, mas que ainda existe. E eu fico triste com isso, triste.

Já que eu sou a única menina nesse blog quase machista – vide post anterior, de Natal, dos cosplays… -, eu tenho que “dar o braço a torcer” e tentar fazê-lo viver novamente. Then, people. Eu não tô muito inspirada pra escrever hoje, nem amanhã provavelmente, nem por um bom tempo, devido a coisas alheias a minha vontade, fazer o que. Quem sabe, sabe. Mas esse post não é só pra não deixar o blog parado, é pra começar a dizer umas coisas pra uns alguéns especiais que eu gosto tanto.

É pro Thales, que mesmo longe, tá pertinho de mim sempre. Que me ajuda quando eu preciso, que escuuuuuuta tudo e nem reclama. Mesmo não tendo todos os gostos parecidos, nem sendo grudados o tempo todo, chegou o último dia de aula e lá se foi litros de lágrimas, minhas e dele. Passou um ano desde então, e a amizade ficou e aumentou. As filosofias pra vida no MSN, as minhas piadas mais engraçadas – principalmente quando eu tô braba, né, vai entender! -, os chororôs por causa de quem gostamos, as horas e horas assistindo friends, com direito a pizza às 5 da manhã. Os melhores abraços nas piores horas. Já que tu não tá aqui agora, tá me devendo um, hein?! Não sei quantas pessoas vão ler isso, mas é pra ti, Thalesles xD Te adoro demais, demais, demais.

P.s.: OASIS em Porto Alegre, muito nhé e cué né Thales, mas EU VOU! =D