Jay Vaquer – Alive in Brazil



Só pra ficar com a moldura branca em volta da foto.

Dia desses (eu me lembro, fazia frio), me perguntava o porquê de uma categoria petulantemente intitulada “Música” nesse blog, uma vez que não se fala sobre tal assunto no mesmo. Foi por esse motivo que decidi compartilhar um pouco de minha peculiar apreciação por tão admirável manifestação cultural e, de quebra, dar uma dica de boa audição. Na minha modesta opinião, é claro.

Muitos podem emitir juízos de valor equivocados, se me permitem, a meu respeito quando digo que o pop/rock nacional não apresenta nada de novo há muito tempo. Preconceituoso é um termo por que já espero, dentre outros de calão talvez mais baixo (ou não). Entretanto, mesmo que não pelas mãos daquele único que salva, para tudo e todos existe sempre uma salvação; por mais que seja prepotência tratar dessa forma, a indústria fonográfica pop clama por auxílio criativo.

Falsas modéstias e discursos moralistas superados, vamos ao que interessa.

Por muito tempo tive que aturar um conhecido (OIMÁ!) saturando minha paciência com um tal de Jay Vaquer. Não parava de lembrar que eu precisava ouvir o som do cidadão, que era muito bom e blábláblá. Entretanto criatura essa tem gosto musical ímpar; crer nele cegamente representa um erro principiante, basta conhecer a figura. E foi um erro de fato. Um erro ter duvidado de tão honesta declaração, feita por um homem apaixonado por música assim como eu e você, leitor – acredito. Jay Vaquer é música de qualidade, altíssima qualidade. Até meu pai disse isso.

Calma! Não estou sugerindo que vá ouvir a enorme discografia de quatro discos (!) do rapaz. Muito pelo contrário, me proponho a indicar apenas o quinto álbum, e primeiro registro ao vivo, catalogado por ele: Alive in Brazil. O DVD, mais especificamente.

Jay Vaquer é um músico extraordinário. Considere isso quanto ao sentido etimológico da palavra; o que é X pra uns pode ser Y para outros. Extraordinário por fazer da sequência mágica da música harmonia irreconhecível com um simples arranjo e uma letra mordaz, capaz de tocar qualquer brasileiro são, em dia com as maracutaias evangélico-parlamentares tradicionais nesse país. Vaquer apresenta uma excentricidade encantadora quando se dispõe a encadear acordes, fugindo da mediocridade e do comum e criando belas e intrincadas canções (eu devo ter escrito errado e o Word corrigiu para “coesões”!). Apesar de nos agraciar com tão insólita e atraente sonoridade seu grande apelo se dá liricamente. Como um Djavan pop, com pitadas de Humberto Gessinger, o poeta Jay Vaquer se mostra fascinante. Um tema inusitado, pequenos contos trágicos e formas distintas de abordar o óbvio tornam admiráveis as palavras gravadas nos encartes de seus discos.

Por que violar tanto o pito de sua pelota? Para resumir o que será visto em Alive in Brazil. Toda a supracitada unicidade é constatada com uma despretensiosa conferida no show gravado sei lá onde nem quando. Basta fitar a primeira faixa e despertar a curiosidade em descobrir o que vem a seguir. Seleção de repertório, montagem de palco e teatralidade divertidíssima são parte do todo que compõe o espetáculo, com uma capacidade incrível de definir a personalidade do artista. O que se imagina ao ouvir cada faixa é exatamente o que se vê, em cada olhar, em cada expressão. No entanto o mais impressionante no concerto de Vaquer é ver que, sobre toda essa parafernália, ele emerge como instrumentista fenomenal. Não. Ele não toca violão, nem piano, nem triângulo, mas o instrumento de cordas que todos sonham saber tocar: a voz. O domínio que Vaquer tem sobre sua própria voz é embasbacante. Melodias difíceis em tons altos são magistralmente por ele conduzidas. Sem perder uma nota sequer, nem mesmo maquiar o seu desempenho no estúdio, Vaquer prova que além de ótimo compositor e letrista, é também excelente cantor. E canta em condições deveras adversas!

Não é uma recordação perfeita, claro. Como todas as que já vi, apresenta algum se não. Um, na verdade. O excesso de cortes na edição deixou o show impessoal aparentemente. O artista parece muito distante de seu público visto que hora nenhuma vemos aquele se comunicar com este. Além de tudo tal falha torna a reprodução muito curta, pouco mais de uma hora. Rookie mistake.

Como já coloquei, opinião, assim como bunda, cada um tem própria (quer dar a sua?). Posto isso declaro que Alive in Brazil, apesar de ser um petardo, e uma ótima maneira de conhecer um artista diferenciado, é recomendação de alguém que não tem nenhuma pretensão além de apenas compartilhar entretenimento.

Se achar que o investimento não vale à pena, admita ao menos que Mr. Bacon (!) e Mr. Baconzitos (!!!) ruleiam the world!

=D

Anúncios

Don’t go away, Oasis

(...)The night was amazing. Amazing. Amazing.

12 de maio de 2009, Oasis em Porto Alegre: AMAZING, nas palavras do próprio Noel Gallagher. Foi absolutamente inesquecível.

Havia muita gente na fila desde cedo, de todos os cantos do Estado e do País. O pessoal muito simpático, conversando como se há anos se conhecessem, falando sobre as músicas preferidas, os shows que gostariam de assistir, o que fazem, estudam, onde moram… Enfim, era praticamente um questionário (daqueles que todo mundo um dia já respondeu no colégio). Lá eu conheci os Pedros. Mas isso não é história pra esse post hahaha

Como uma fã que se preze, me apertei, fui esmagada, levei cotovelada e muitas pisadas nos pés, mas fiquei lá na frente.  Começou bem a noite com o show de abertura da Cachorro Grande. Mesmo quem não é fã ou não conhecia a banda, gostou do som dos caras – Helter Skelter foi demais! Após, a expectativa pelo  main show tomou conta daquele  Gigantinho lotado. Lembro que ao me virar um pouco antes de começar, não vi lugar para mais uma formiga nas arquibancadas, nem nas cadeiras. LO-TA-DO. Queria saber explicar o que senti ao ver Oasis entrando naquele palco. Ver a tua banda preferida, ali, bem pertinho, na tua frente, sendo que até então só tinha os visto graças ao VocêTube… É algo inexplicável. Aliás, bem na minha frente estava o Noel, como vocês vêem pela foto acima. Foi lindo, unforgetable.

O show teve vários pontos altos – se bem que, para mim, o show todo foi um ponto alto. O início com Rock’n’roll star levou todos ao delírio. Entretanto, merecido é o destaque às músicas Wonderwall e Don’t Look Back in Anger, pois comoveram demais; foram momentos muito, mas, muuuuuito emocionantes. Nem preciso dizer que chorei, né?! haha Chorei litros. Wonderwall, por ser a mais conhecida, deu a impressão de ter sido a música que o pessoal cantou mais alto. O Liam até deixou que o público cantasse o refrão sozinho – pra quem não sabe, dificilmente ele deixa o pessoal cantar sozinho. Já Don’t Look Back in Anger, em versão acústica, foi linda, linda, linda, linda, linda… O pessoal cantando com o Noel, de coração, assim. Outras músicas também marcaram: Lyla, The Masterplan, Champagne Supernova, etc. E O fim com I am the Walrus (Goo goo g’joob!), foi DEMAIS.

Saí de lá muito feliz, realizada. Sem voz, meio por culpa da gripe que já estava se manifestando e que me pegou de vez após o show, mas muito pela euforia de poder cantar com Oasis, ao (muito) vivo. Também deixou um pouco de saudade já ao sair do Gigantinho – que, preciso registrar, estava virado em puro barro -, pois é/foi algo muito especial pra se ter uma vez só. Por isso o nome do post. No blog do Noel, ele diz um “hasta luego” ao fim do post sobre os shows aqui na América do Sul; e eu mal posso esperar pelo luego…

Então, queridinhos, demorou o relato do show no blog, mas aqui está. Muita gente já estava me cobrando os detalhes e tal. Ah! Fiquei afônica até sexta-feira, 15, para vocês terem uma idéia. E a gripe continua! Quem quiser os vídeos e fotos do show, já estou atendendo os pedidos hahaha

Beijos!

Show do Kiss y otras cositas más. (por Thales)

Gods of thunder AND rock n roll

Gods of thunder AND rock n' roll

Cof, cof… eu vou no show do Kiss, falou?!? XD

Certo, certo. Brincadeiras à parte, vamos ao que interessa.

Dia oito de abril de dois mil e nove é uma data histórica (SHOW DO KISS, MANÉ!). Pra mim. Entretanto nem tudo são rosas e vinho tinto. Estávamos eu e meu irmãozinho querido em um tremendo impasse dia desses. Um “vamos ou não?” fr0m h3ll. Afinal o preço não é lá muito atrativo e as condições menos ainda. Eis que minha mãe salva a (nossa) pátria.

“Meus filhos, vão! É uma oportunidade única.” – ela disse. E a partir disso comecei a pensar um pouco mais profundamente.

DUH! Claro que compramos os ingressos, ou não teria motivo pra escrever esse post. BUT não foi sobre eles que coloquei-me a figurar. Mas sobre o que disse minha mãezinha.

Fiquei pensando bastante naquilo, e cheguei a uma conclusão da qual, mesmo muito óbvia, até mesmo por ser um clichê, pouquíssimas pessoas conseguiram perfazer-se, e agirem da forma como pretendo, a partir de então: a vida é curta, MUITO curta. Finalmente me dei conta disso. E creio tê-lo feito deveras tarde.

Imaginei o que sentiria se não fosse ao show. Logo após o show do Iron Maiden lembro ter comentado com aqueles que comigo foram exatamente isto: “Agora só falta ver o Kiss pra morre feliz!” (até rimou). Na época, e hoje não é diferente, achava que o único espetáculo musical capaz de superar a apresentação que vi naquela noite seria protagonizado pelos Srs. Paulo Stanley e Gene Simões. Assim sendo, decidi que TENHO que ir nesse show, por mais caro que seja. E isso representou muita coisa pra mim. E acho que também pode fazê-lo a qualquer um.

Pensei em tudo aquilo que tive vontade de fazer e, mesmo tendo a oportunidade, hesitei/deixei passar. A sensação d”O que poderia ter sido” é incontrolavelmente incômoda. Com base nisso conclui que o melhor remédio para combatê-la é evitá-la. Como? Fazendo tudo aquilo que der vontade. Não deixando passar o momento.

Parece muito simples e infantil toda essa filosofia, mas não é. Não quando experiencia-se a perda do que não se teve. Eu já passei por isso e não pretendo passar novamente. E também não recomendo.

Em suma quero dizer: vivamos nossas vidas! Não deixemos que escapem oportunidades, sejam elas únicas ou não. Não deixemos de comprar, mesmo não necessitando , mas apenas querendo, aquilo que está super barato, ou comer aquilo que deu muita vontade, mesmo já tendo almoçado dez minutos antes.  Não deixemos de fazer o que achamos legal só porque alguém disse que não é. Não deixemos de dizer aos nossos amigos o quão importantes eles são para nós, afinal não sabemos quando não os veremos novamente. Não deixemos de agradecer nossos pais por tudo que fizeram (e fazem)  por nós; eles são 101% de nossas vidas. E jamais tenhamos medo  de dizer “eu te amo”, seja para quem for; talvez seja só isso falte para que sejamos completamente felizes.

Às vezes só percebemos a verdadeira importância de algo depois de o perdermos. A vida não pode escorrer por entre nossos dedos.

No mais era isso mesmo. Só quis compartilhar meus pensamentos com vocês. ^_^

Ah, tem mais uma coisa… EU VOU AO SHOW DO KISS, P****!!!!!!!

Nhá, zoei!

Ouvindo: Joe Satriani – Friends

Top Four – Músicas que eu queria ter escrito! (por Thales)

Quem me conhece sabe que sou um músico frustrado. Confesso que não tenho grandes habilidades musicais/instrumentais, mas sou capaz de fazer o DóRéMí. Também não sou prepotente pra dizer que toco e, assim, correr o risco de ter que provar. Digamos que seja daqueles que não tocam absolutamente nada mas sabem fingir muito bem, e deixam as unhas da mão direita levemente compridas afim de arranjar uma prosa ao acaso. “Tu tocas violão???”. YAHAM! =D

Entretanto confesso minha paixão incondicional pela música. Não me refiro a ela como arte porque não sei em que posição está – sabe… o cinema é a sétima e os quadrinhos são a nona, por exemplo. Em razão disso vim, por meio deste muitíssimo (non-)interessante post, compartilhar con ustédes um pouco do meu questionável gosto musical.

Aí estão as as quatro músicas que eu gostaria de ter composto, escrito, ou pelo menos colocado meu nome nos direitos autorais. XD Não são necessariamente as minhas músicas favoritas, mas refletem bem aquilo que costumo ouvir no aconchego do meu quarto (moro minha mãe sim, e daí?).

4. Lenine – Todas Elas Juntas Num Só Ser

O fantástico nessa música é ela ser uma declaração de amor não romântica. Lenine RULEZ!

Letra:

Não canto mais Babete nem Domingas
Nem Xica nem Tereza, de Ben jor;

Nem Drão nem Flora, do baiano Gil;
Nem Ana nem Luiza, do maior;

Já não homenageio Januária,

Joana, Ana, Bárbara, de Chico;

Nem Yoko, a nipônica de Lennon;
Nem a cabocla, de Tinoco e de Tonico;

Nem a tigreza nem a vera gata
Nem a branquinha, de Caetano;
Nem mesmoa linda flor de Luiz Gonzaga,
Rosinha, do sertão pernambucano;
Nem Risoflora, a flor de Chico Science,
Nenhuma continua nos meus planos.
Nem Kátia Flávia, de Fausto Fawcett;

Nem Anna Júlia do Los Hermanos.

Só você,
Hoje eu canto só você;
Só você,
Que eu quero porque quero, por querer.

Não canto de Melô pérola negra;
De Brown e Hebert, uma brasileira;
De Ari, nem a baiana nem Maria,
Nem a Iaiá também, nem minha faceira;
De Dorival, nem Dora nem Marina
Nem a morena de Itapoã;
Divina garota de Ipanema,
Nem Iracema, de Adoniran.

De Jackson do Pandeiro, nem Cremilda;

De Michael Jackson, nem a Billie Jean;

De Jimi Hendrix, nem a doce Angel;
Nem Ângela nem Lígia, de Jobim;

Nem Lia, Lily Braun nem Beatriz,

Das doze deusas de Edu e Chico;
Até das trinta Leilas de Donato,
E de Layla, de Clapton, eu abdico.

Só você,
Canto e toco só você;
Só você,
Que nem você ninguém mais pode haver.

Nem a namoradinha de um amigo
E nem a amada amante de Roberto;
E nem Michelle-me-belle, do beattle Paul;
Nem Isabel – Bebel – de João Gilberto;

E nem B.B., la femme de Serge Gainsbourg;
Nem, de Totó, na malafemmená;
Nem a Iaiá de Zeca Pagodinho;
Nem a mulata mulatinha de Lalá;

E nem a carioca de Vinícius
E nem a tropicana de Alceu
E nem a escurinha de Geraldo
E nem a pastorinha de Noel
E nem a namorada de Carlinhos
E nem a superstar do Tremendão
E nem a malaguenha de Lecuona
E nem a popozuda do Tigrão

Só você,
Hoje elejo e elogio só você,
Só você,
Que nem você não há nem quem nem quê.

De Haroldo Lobo com Wilson Batista,
De Mário Lago e Ataulfo Alves,
Não canto nem Emília nem Amélia,
Nenhuma tem meus vivas! E meus salves!
E nem Angie, do stone Mick Jagger;
E nem Roxanne, de Sting, do Police;
E nem a mina do mamona Dinho
E nem as mina – pá! – do mano Xiz!

Loira de Hervê e loira do É O Tchan,
Lôra de Gabriel, o Pensador;
Laura de Mercer, Laura de Braguinha,
Laura de Daniel, o trovador;
Ana do Rei e Ana de Djavan,

Ana do outro rei, o do baião

Nenhuma delas hoje cantarei:
Só outra reina no meu coração.

Só você,
Rainha aqui é só você,
Só você,
A musa dentre as musas de A a Z.

Se um dia me surgisse uma moça
Dessas que com seus dotes e seus dons,
Inspira parte dos compositores
Na arte das palavras e dos sons,
Tal como Madallene, de Jacques Brel,
Ou como Madalena, de Martinho;
Ou Mabellene e a sixteen de Chuck Berry,
E a manequim do tímido Paulinho;

Ou como, de Caymmi, a moça prosa
E a musa inspiradora Doralice;
Se me surgisse uma moça dessas.
Confesso que eu talvez não resistisse;
Mas, veja bem, meu bem, minha querida;
Isso seria só por uma vez,
Uma vez só em toda a minha vida!
Ou talvez duas… mas não mais que três…

Só você…
Mais que tudo é só você;
Só você…
As coisas mais queridas você é:

Você pra mim é o sol da minha noite;
É como a rosa, luz de Pixinguinha;
É como a estrela pura aparecida,
A estrela a refulgir, do Poetinha;
Você, ó flor, é como a nuvem calma
No céu da alma de Luiz Vieira;
Você é como a luz do sol da vida
De Steve Wonder, ó minha parceira.

Você é pra mim e o meu amor,
Crescendo como mato em campos vastos,
Mais que a gatinha para Erasmo Carlos;
Mais que a cigana pra Ronaldo bastos;
Mais que a divina dama pra Cartola;
Que a domna pra Ventadorn, Bernart;
Que a honey baby pra Waly Salomão
E a funny valentine pra Lorenz Hart.

Só você,
Mais que tudo e todas, é só você;
Só você,
Que é todas elas juntas num só ser.

3. Dream Theater – The Spirit Carries On

Eu acho o guitarrista deles um BAITA bostolão, mas se alguém ouvir um solo mais bonito que esse, por favor, me avisa nos comentários. Sem contar que (só) o nome é uma porrada nas membranas pensamentais.

Letra:

[Present]
[Nicholas:]
Where did we come from?
Why are we here?
Where do we go when we die?
What lies beyond
And what lay before?
Is anything certain in life?

They say, “Life is too short,”
“The here and the now”
And “You’re only given one shot”
But could there be more,
Have I lived before,
Or could this be all that we’ve got?

If I die tomorrow
I’d be all right
Because I believe
That after we’re gone
The spirit carries on

I used to be frightened of dying
I used to think death was the end
But that was before
I’m not scared anymore
I know that my soul will transcend

I may never find all the answers
I may never understand why
I may never prove
What I know to be true
But I know that I still have to try

If I die tomorrow
I’d be allright
Because I believe
That after we’re gone
The spirit carries on

[Victoria:]
“Move on, be brave
Don’t weep at my grave
Because I am no longer here
But please never let
Your memory of me disappear”

[Nicholas:]
Safe in the light that surrounds me
Free of the fear and the pain
My questioning mind
Has helped me to find
The meaning in my life again
Victoria’s real
I finally feel
At peace with the girl in my dreams
And now that I’m here
It’s perfectly clear
I found out what all of this means

If I die tomorrow
I’d be allright
Because I believe
That after we’re gone
The spirit carries on

2. Dream Theater – Stream Of Consciousness

Disse meu pai uma vez: “Esse é o tema mais bonito do heavy metal nos últimos dez anos.”

Tão tá…

Letra: quem encontrar pode se considerar MeoDeos! XD

1. Gênio da Música – Happy Birthday To You

O vídeo é auto explicativo, mas mesmo assim dou meus motivos. Ela é cantada pelo menos uma vez por dia todos os dias de todos os anos, e é, com certeza uma das poucas músicas existentes que foi traduzida, sem a menor dúvida, para todos os idiomas oficiais falados em todo o mundo. Precisa mais?

HELL YEAH!!!

———————————————-

É isso aí, amiguenhos. Essas são as músicas da minha lista. Quem tiver vontade (e nada mais para fazer) coloca as suas aí nos comentários.

Dá pra discutir bastante sobre isso. =D

PS: Eu sei a letra de Todas Elas Juntas Num Só Ser inteirinha. XD

PS: Eu gosto de Dream Theater sim, algum problema?

PS3: *sonha*

Ps4: A letra de The Spirit Carries On é um diálogo porque o disco em que ela se encontra tem uma historinha. =D

Oasis em Porto Alegre, nada nhé e cué =D (por Nathália)

Chega de top four barangas por aqui. Não tenho idéia pra este post ainda, mas… AHÁ! JÁ SEI. *aqui surge o nome do post*

Leitores deste blog, saibam que quem vos escreve é uma guria MUITO animada agora, porque ao lado do meu computador tem um envelope azul da Ticketmaster. O que realmente interessa está dentro do envelope, ou melhor, o que representa o que está dentro do envelope. SIM, SIM, SIM, é o ingresso pro show do Oasis =D

Pra quem me conhece, sabe que eu sou apaixonada por Oasis – banda da Inglaterra, daqueles irmãos que estão sempre brigando, mas se amam e por isso não se separam, apesar das 900 000 discussões – desde muito tempo. Acho que é a única banda que eu realmente gosto, de ter CDs e DVDs, de cantar todas as músicas, de ser fã mesmo. Achei que não veria um show deles até uns tempos atrás. Entretanto, em razão do novo CD, o Dig Out Your Soul, que é muito bom por sinal, lá vem eles pro Brasil, e siiiiiiiim, para PORTO ALEGRE.

O show provavelmente vai ter a playlist de sempre e pro meu azar não vai tocar Live Forever, a minha preferida. Tem até um vídeo meu cantando ela, procurei aqui agora, mas não achei… pra sorte de vocês, leitores hahah

Mas terá Slide Away, assim como Champagne Supernova e – ai, meu coração – Don’t Look Back in Anger.

A proposta era falar sobre a banda e o show, mas estou empolgada demais para fazer isso, então restou falar sobre a minha euforia. Agora é só esperar pelo dia 12 de maio e guardar bem guardado esse ingresso hahah

PS: Thaleeeeees, vai ter show no Rio também, eu sei que tu quer ir, tá aí a chance! xD
PS2: Renan, se eu fosse tu, iria certamente hahahah

It’s Britney, bitch (por Nathália)

Blackout

Esse post foi escrito – a maior parte – há um tempo, mas o blog foi deixado de lado e o post ficou como estava, inacabado.
Como eu inventei de reviver isso daqui e tem gente que abraçou a causa (=D), mudei umas coisinhas do post já que há news da Brit, e lá vai um post pros meninos e meninas leitores deste blog.

Olhando uns sites por puro ócio,  acabei vendo as fotos do supershow da nova turnê  da Britney Spears, Circus. Lembrou os áureos tempos da Britney, a princesinha do pop. Não tinha pra ninguém com a Britney antes daquela história de ter filhos, casar e surtar. É porque a Brit pudia ser tudo o que queria, menos mamãe gorda e dona-de-casa. Mas como ela adora inovar e fazer coisas que todos duvidam, essa foi sua opção: largar o lindo, charmoso, talentoso, tudodebom Justin Timberlake e casar com Kevin Something-I-don’t-remember-now. Inexplicável. Não há comparação entre o Justin – que é um semi-deus – e o tal do Kevin. Mas sei bem que no coração não se manda, nós não escolhemos de quem gostamos, muito menos o quanto. Bem, casou. Teve um filho. Teve outro filho. Se separou. SURTOU.

Não contente em estar gorda e acabada, aquela loirinha bonitinha, simpática e que não tinha 1% de gordura corporal sumiu e deu lugar a uma  Britney sem cabelo, metida em vários escândalos, agressiva com a imprensa e vestindo tamanho XL. Como ela pôde mudar tanto em tão pouco tempo e aos poucos afundar sua carreira, que até então era brilhante?!

Após vários momentos, um pior do que o outro, eis que reaparece Britney gorda, dura e desengonçada na abertura do VMA de 2007. AGORA SIM. “Acabou com o que restava de reputação”, pensei. Apesar disso, aí começou a volta dela – meio ruim, mas melhor que nada -, com o álbum Blackout e os singles Gimme more, Piece of me – e o cacarejo – e Break the ice. Já com o novo álbum, Womanizer e o mais atual Circus, que dá nome ao álbum. Todos bem colocados na Billboard Hot 100.

Parece que a Britney se aquietou e está retomando sua carreira, para a alegria de todos, da melhor forma possível. De Chuck, o boneco assassino, passa a ser a “velha” e linda Britney. Com uns quilinhos a mais ainda, mas nada que academia e uma dieta não resolvam. É, no caso dela uma lipo até que ia bem.

Ainda não podemos ver a Britney assim como era há uns anos atrás, mas ela vai chegar lá, believe me!

PS1: Ela fica melhor morena, não acham?

Review 2008, Preview 2009 :] Feliz Ano Novo (por Kiloph)

021231_1anonovo3002

Eaí galerinha, farei uma retrospectiva 2008 e o primeiro post de 2009 no blog. “ÃHN? Que p**** é essa?? Mas isso não tá meio atrasado não, Renan?”, pois é, e tá mesmo XD. Fui passar ano novo na praia, e o indivíduo desprovido de inteligência aqui não comprou um modem decente para desfrutar das maravilhas online em regiões litorâneas. Whatever, ponto para minha inteligência. Sentiram minha falta? Sei que sim, confessem! Entretanto, seguindo o propósito desse post, essa época de festas, presentes e recordações está chegando ao fim e antes que chegue de fato ao seu final, vou fazer logo essa joça antes que fique sem internet de novo. Fui muito sucinto? Acho que talvez sim… Não tenho nada de bom para comentar nesses últimos dias. Mas terei boas notícias em breve, pequeno gafanhoto! Feliz Ano Novo =D

Vamos ao que interessa!

20 Fatos para celebrar:

1- Barack “Osama” eleito: Só tenho uma coisa a dizer… Tomo no EI(A)NUS BUSH!1! Mas será que isso resolve as coisas? Ou é só mais um perturbado sob um manto de bondade e irreverência? Veremos.
2- Sapatada no Bush: De acordo com as tradições do Oriente Médio, jogar sapatos é um dos piores insultos possíveis, pois é a parte que fica em mais contato com o solo, e seguindo essa linha de raciocínio, a sujeira. Tradições à parte, esse jornalista maldito que errou a sapatada deve ir para umas aulinhas de tiro ao alvo…
3- Batman The Dark Knight: Alguém tem dúvidas da fodeção desse filme? Ainda não assistiu né seu maconheiro? Engraçadinho você haha muito engraçadinho. Simplesmente um dos melhores filmes, ou o melhor até hoje, é tão emocionante que eu fico sem palavras.
4- Reféns das Farc libertados: Após várias negociações e missões pelos territórios inimigos, conseguiram resgatar alguns reféns das Farc, entre eles, Ingrid Betancourt, senadora e ativista anticorrupção na Colômbia.
5- Retorno de Britney Spears em toda sua glória: Gostosinha again… Foi safada agooora..
6- São Paulo bate recorde histórico de trânsito: afinal… temos que ser recordistas em algo…
7- Turnês internacionais: Iron Maiden, Scorpions, Whitesnake, Madonna, etc… (PS: eu fui no show do Whitesnake \o\)
8- Lançamento de jogos fuderosos: Super Smash Bros Brawl, Castlevania: Order of Ecclesia, Chrono Trigger, Fallout 3, Fable II, World of Warcraft “The Wrath of the Lich King”, Grand Theft Auto IV, Mortal Kombat Vs DC Universe, Street Fighter IV, Dead Space, Gears of War 2, Warhammer Online, FarCry 3, Devil May Cry 4, Prince of Persia, Naruto, Mario Kart Wii, Wii Fit, The World Ends With You, Metal Gear Solid 4, Remakes de Final Fantasy, Naruto’s, God of War: Chains of Olympus, Rock Band 2, Spore, etc. Achou a lista grande? Poderia ser maior. XD
9- Supremo Tribunal Federal concorda com a Lei de Biossegurança: Foi liberada a pesquisa com células-tronco embrionárias.
10- De dezembro: TeoDeos é criado.
11- Centenário da Imigração Japonesa: J-Coisas em alta, sugoooi!! (não me bate, não me bate).
12- Lei Seca aprovada: Podem me apedrejar, mas tá certo, se beber não dirija.
13- Dólar a preço de banana: Ou quase isso, pena que por pouco tempo.
14- Estudante inglesa burra morre por namorado maloqueiro brasileiro: Sim, porque gente burra tem que morrer. E tenho dito!
15- Olimpíadas Pequim 2008: O Brasil não foi bem… Mas o hype com Maurren Maggi e César Cielo foi legal. Além disso, tudo transcorreu tranquilamente.
16- Ativado o maior acelerador de partículas do mundo: Aliás… Alguém tem notícias disso ainda? Ou será que explodiu e criaram um buraco negro como nas teorias televisivas e seremos sugad…
17- Marta Suplicy perdeu!: Quem mandou não se ater a campanha eleitoral? Agora é a vez dos paulistas dizerem: “Relaxa e goza”.
18- RBD chega ao fim: Aleluia. TeoDeos e companhia agradecem (e os ávidos fãs do grupo transparecem que o grupo nunca existiu… modinha é triste, logo esquecem por quem morreriam ontem. Sim, essa frase foi pra irritar alguns :D)
19- Novas regras aos Call Centers: Porque esperar 1 minuto já é demais…
20- Nacionalização da bebida divina, Guaraná Jesus: Sim, agora todos beberão do líquido róseo fr0m h34v3n.

20 Fatos traumáticos ou bizarros:

1- Sony fabricando PlayStation no Brasil?: Você pensou… que seria o PlayStation3 certo? Errou amiguinho, graças ao atraso da tecnologia aqui no Brasil, teremos PS2’s e não PS3’s fabricados aqui. Grande coisa… Ainda vamos comprar pelo mesmo preço… Lixo.
2- Heath Ledger morto: Encontrado morto em seu apartamento em Nova York, o ator australiano que interpretou o viadinho em Brokeback Mountain e o Coringa, o palhaço, o Joker,no filme Batman The Dark Knight morre com somente 28 anos. Mesmo morto merece prêmios, ele “destruiu”.
3- A Bíblia em mangá: Isso realmente me deixou pasmo.
4- Catástrofe em Santa Catarina: Várias cidades decretam estado de emergência devido à grande devastação que deslizamentos e enchentes causaram. Pelo menos, ao que tudo indica, houve uma grande mobilização de todo país para ajudar os necessitados.
5- Dados sigilosos da Petrobrás são roubados: Notebooks e disco rígido com informações detalhadas sobre as descobertas mais recentes de petróleo e gás em águas brasileiras.
6- Guerra do Iraque: Ainda não acabou…
7- Isabella Nardoni: Menina de 5 anos é morta ao ser arremessada pela janela do apartamento de sua família. Não vou fazer mais comentários, já excederam a cota ao decorrer do ano.
8- Austríaco prende filha por 20 anos: Mais um caso de abuso e incesto, mas esse é diferente. Ele manteve sua filha trancada no porão por 20 anos na cidade de Amstetten.
9- Ronaldinho Fofômeno desaponta: Nosso gordinho agora corta para os dois lados, mas ele jura que não é gay!
10- Sargentos gays assumem relacionamento: Essa deu o que falar, e eles também deram. Mas para quê prender as pessoas só por causa de sua preferência sexual? Mais uma mancada no-sense dessa sociedade hipócrita.
11- Empresária tortura menina: Outro caso de insanidade. Sílvia Calabresi Lima de 42 anos foi condenada a 14 anos por fazer torturas inimagináveis contra uma estudante de 12 anos. E ainda não vai cumprir a pena integralmente…
12- DERCY GONÇALVES MORREU: Inacreditavelmente, a atriz Dercy Gonçalves, testemunha viva do fenômeno Big Bang morre vítima de pneumonia aos 101 anos.
13- Parte de Padre Voador é encontrado: TeoDeos, isso é que é um maluco divino! O padre Adelir de Carli de 41 anos foi identificado através de parte de seu corpo que foi encontrado na Bacia de Santos.
14- Inovações Tec nológicas: Yes, vou comprar um iPhone! Sim, mas com atraso e pelo preço mais salgado do mundo! As taxas e o atraso do Brasil não têm limites. Não mesmo.
15- Caso Lindemberg~Eloá: Seqüestro que virou praticamente uma mini-série tem desfecho traumático com a morte da menina e prisão de seu namorado. E a polícia tenta desmentir mais uma vez seu fracasso \o/.
16- Felipe Massa quase vence: Na última curva esse afro-descendente quebra nossas pernas, e estraga nossa festa. Malditinho.
17- Piratas do Índico: Piratas intensificam suas atividades nas costas africanas e asiáticas em busca de dinheiro. Apesar de toda preocupação, não houveram trucidações por parte deles. Parecem que eram pacíficos… Piratinhas sem sal… E olha que eles estavam no mar! XD (Nossa que piada podre… Erm, isso foi uma piada?)
18- Michael Phelps: Sim ele é um mutante. Cada competição que ele ia, vencia. Mesmo que parecesse que ia perder… Ele vencia por 0,0001 segundos. Será ele filho de Chuck Norris?
19- Crise Financeira: Bancos quebrando, montadoras quebrando e… Dólar e Euro aumentando, aumentando, aumentando. Muitos dizem que nem chegamos no pior da crise, entretanto outros dizem que o pior já passou… E agora José?
20- A Despedida de Thales: Esse corno, viado, mais conhecido como Torüh vai sair do Rio Grande do Sul e deixar a gente com saudades. É um corno um passarinho que faz um negócio desses! Seu bruxo!

E… 9 coisas que acontecerão/aconteceram, por increça que parível, já aconteceram coisas importantes em 2009…

1- Reforma Ortográfica: Já entrou em vigor, e eu provavelmente cometi vários erros (além do normal, claro… XD).
2- Sony e faculdades de jogos no Brasil: Uma notícia legal. A Sony anunciou parceria com alguns cursos de jogos digitais no nosso país, e um deles é o curso provido pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS).
3- Revolução Cubana: No primeiro dia de 1959 foi comemorada a queda da ditadura de Fulgencio Batista, uma das revoluções com maior impacto no século passado completou 50 anos.
4- Obama no poder, assim como outras posses…
5- O Oscar do Coringa, o Palhaço, o Jóker, porque não? =D
6- Amistoso Brasil x Itália (Penta x Tetra)…
7- Centenário do Inter, disso, daquilo… Bicentenário do nascimento de Charles Darwin, Centenário e meio da “A Origem das Espécies”…
8- Mais um ano de trabalho, estudos…
9- Mais um ano de aniversários, comemorações, festas que acontecem todos os anos só mudando a contagem (ou não).Ué, esperava o quê? XD

That’s all folks. Petons.