Feliz (todos os) dia(s) das mães!

Otiii..!

Otiii..!

Domingueira, 10 de maio de 2009. É, criançada, hoje é dia das mães! Por isso, todos nós do TeoDeos desejamos o melhor dia das mães a todas as mamães desse Brasil varonil. Mas como, provavelmente, nenhuma mãe acessa o site (pelo menos eu acho que não o.O), o que torna o título, de certa forma, estranho, escrevo isto àqueles que e dispuseram a ler isto ao invés de ir lá dar um abração naquelas que os trouxeram ao mundo. Que coisa feia.

Eu poderia dizer que hoje é aquele dia especial em que devemos dizer o quanto amamos e o quão importante é nossa mãezinha; aquele em que ela ficará deitada na cama ou sentada no sofá sendo tratada com uma rainha, não se cansará ou estressará com nada, será elogiada, bajulada e receberá tudo aquilo que merece e sempre mereceu. Eu até poderia, mas não vou. Não vou porque é uma data comercial, criada pelo comércio e para o comércio (vender mais). Entretanto, não me digo indignado com este, mas comigo, e com todos nós, que nunca levamos a sério a mais que batida frase “Todo dia é dia das mães.”

Pois é. Por mais que a ouçamos – e até a repitamos – várias e várias vezes nunca nos damos conta da veracidade da mesma. Não nos damos conta da verdadeira importância de nossas mães. Não nos damos conta que o dia das mães acontece de segunda a segunda, em todas as semanas, meses e anos. Não percebemos que a forma como a tratamos a cada segundo domingo de maio deve ser a forma como devíamos e devemos tratá-la todos os dias.

Grande parte do que somos hoje, devemos a nossos pais. Eles são os responsáveis pela formação de nosso caráter, nossos valores, vícios, virtudes, medos, e tantas outras características. Ambos! Mas, concordemos que existe uma relação diferente com nossas mães, uma ligação mais forte, um laço mais firme. Talvez seja pelos nove meses que nos carregaram em seus ventres ou pelos anos que nos amamentaram em seus seios (tem maluco que mama até os dezoito! XD), talvez. Mas, de verdade, não tem importância. O que, de fato, importa é fazer com que saibam o quão gratos somos a tudo que fizeram por nós e que sentimos sua falta todos os dias em que não as vemos. Fazer com que saibam que sua comida é nossa favorita e que ninguém nos faz carinho como elas. Fazer com que se sintam orgulhosas de nos ter como filhos e, sobretudo AND sempre, que as amamos mais que qualquer outra pessoa no mundo.

Um ótimo dia das mães a todos que leram e a suas respectivas mamães.

TeoDeos deseja tudo de melhor! ^_^

PS: Se ainda não disseste “Eu te amo, mãe!” hoje, estás esperando o que?

PS2: Eu ia postar um vídeo da Megan Fox pra que não ficassem me chamando de bissinha, mas nem tô! =D

PS3: Eu te amo, mãe!

Anúncios

Wallpapers pra ser feliz! =D (por Töruh)

Faz tanto tempo que eu não tinha certeza se era capaz de postar qualquer coisa que fosse aqui. Tá certo que isso está mais para aquele rastro de fétidos dejetos sólidos de um equino com infecção intestinal no início de uma estrada no fim do mundo esquecido por Deos. Resumindo. MORREU! MÁ ÔÊ, MÁ MORREU!

Entretanto resolvi dar uma passada por aqui só pra deixar um presente para todos os onanistas safadzinhos que poderão ler, algum dia, essa ilustre bagaça. É uma muito divertida seleção de papéis de parede dignos de mostrar pro vovô e fazer a vovó nos excomungar facilmente.

Tá aí, ó!

PS: Não, escroto. Não é pornografia. Mamãe não deixa! =D

PS2: O meu é o terceiro de cima pra baixo na coluna de número 3 (AÊ, AFUNDOU O DESTROYER!)

PS3: Eu também quero um!